Arquivo Histórico do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região

Área de identificação

Identificador

BR RSAHSB

Forma autorizada do nome

Arquivo Histórico do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região

Forma(s) paralela(s) de nome

Outra(s) forma(s) do nome

  • AHSBPOA

Tipo

Área de contato

 

Sandro Rodrigues

Tipo

Equipe AHSBPOA:

Endereço

Endereço

Rua General Câmara n.: 424 - Centro

Localidade

Porto Alegre

Região

Nome do país

Brasil

CEP

90010-230

Telefone

55 51 343312

Fax

Nota

José Cláudio Teixeira Jr. | Arxius do Brasil
Érico Fernandes de Moraes | Arxius do Brasil
Antonio Roberto Osório | antonio@sindbancarios.org.br

Área de descrição

História

O Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região (SindBancários) foi fundado em 18 de janeiro de 1933, em uma Assembléia Geral que contou com 185 bancários. Por tratar-se de uma base estadual, chamou-se Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Sul.
Com o surgimento de novos sindicatos no Interior do estado a entidade assumiu o nome atual: Sindicato dos Bancários de Porto Alegre. Desde sua criação o Sindicato ultrapassou as fronteiras de representação sindical específica e geográfica, ao atuar em todo o território nacional e com diversos e diferentes movimentos da classe trabalhadora. Junto ao Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, foi ponta-de-lança na concepção sindical que mais tarde ficaria conhecida como "novo sindicalismo". O ex-governador do estado do RS e ex-ministro Olívio Dutra, José Fortunati (atual vice-prefeito de Porto Alegre) e o ex-ministro Tarso Genro são alguns dos nomes de líderes que atuaram no Sindicato e tornaram-se referências políticas para os movimentos sociais em âmbito nacional.
O Sindicato em sua trajetória sofreu três intervenções estatais repressoras: a primeira ocorreu em 1946, quando caiu o Estado Novo. Novamente, em 1964, quando do Golpe Militar. Outra intervenção foi em 1968, quando recrudesceu o regime militar, com o Ato Institucional (AI) 5. Em 6 de setembro de 1979, durante a maior greve dos bancários porto-alegrenses, ocorreria a quarta e última intervenção, que durou 10 meses e cinco dias e resultou na cassação dos dirigentes Aquiles Notti, Câncio Vargas, Felipe Nogueira e do então presidente Olívio Dutra.
O Sindicato esteve presente como protagonista nas grandes manifestações políticas da sociedade brasileira, como exemplo, na criação da Intersindical, da CUT, do Partido dos Trabalhadores, na luta contra a intervenção do Banco Sul-Brasileiro que deu origem ao Banco Meridional, na campanha pelas Diretas Já, pelo Impeachment do presidente Collor, entre inúmeras outras manifestações, tal como a mais longa greve de fome já realizada no Brasil quando, em 1993, o Sindicato abrigou em sua sede membros do Movimento Sem Terra que ali permaneceram por 21 dias.
Esta experiência coletiva de 76 anos é traduzida por cerca de 105,3 metros lineares de registros informacionais (ainda em dimensionamento) que conformam o acervo do Sindicato, ainda em fase de organização: documentos textuais planos diversos, videográficos, fotográficos, periódicos, iconográficos, etc.
A idéia de um Arquivo Histórico germina na década de 1990 com o projeto não efetivado de criação do Centro de Memória Bancária, o qual resultou na recuperação da história institucional por meio do acúmulo de fontes primárias, a pesquisa e publicação de um livro sobre os 60 anos de trajetória do Sindicato. Apenas em 2007 a gestão do Sindicato retomou o projeto de criação de seu espaço de memória que se efetivou no ano seguinte, com o trabalho técnico de organização do acervo e de um espaço específico para o Arquivo Histórico.
Embora a inauguração, do espaço físico, à sociedade esteja prevista para o final de 2010, antecipa-se o acesso aos conjuntos documentais por meio de uma base de dados que já está disponível, com atualizações e melhorias constantes. Dessa forma, o Sindicato, por meio da criação do seu Arquivo Histórico, aponta ao futuro salvaguardando e disponibilizando essas memórias através da institucionalização de seu arquivo permanente.

Contexto cultural e geográfico

Mandatos/Fontes de autoridade

Estrutura administrativa

Presidência
Secretaria geral
Diretoria
Setor técnico

Políticas de gestão e entrada de documentos

O AHSBPOA pretende desenvolver uma política ativa e responsável de ingresso de bens relativos à memória do Sindicato buscando resgatar aqueles documentos - sob quaisquer formatos - que testemunhem sua trajetória, sejam de caráter arquivístico, museológico ou bibliográfico, adquiridos principalmente por recolhimento interno normalizado, doação de sindicalistas e sindicalizados ativos e inativos e instituições afins. Ademais, prevê-se a entrada de documentos através de doações e legados, podendo ser incluídos ao acervo bens por comodato ou depósito mantendo-se, neste caso, a propriedade de seus titulares.

Prédios

Toda a estrutura diretiva, de serviços e equipamentos para uso dos bancários e da comunidade (auditório, biblioteca, Espaço Cultural) está em um único lugar. A Casa dos Bancários é a referência da ação do SindBancários na Capital. O local, que antigamente era chamado de Sede da Ladeira (fica na Rua General Câmara), foi completamente restaurado, ganhando salas, espaço para atendimento de associados, auditório, salão de festas e áreas de cultura e lazer.

Acervo

Seu acervo é constituído desde recortes de jornais da década de 1930 ao registro de assembleias em VHS da década de 1990; passando por registros da reunião da Intersindical que deu origem à CUT e o PT. Confira
Há projetos editoriais, charges, registros fotográficos de ações e lutas sindicais ao panfleto ou cartaz que revelam percursos históricos não oficializados e inserem a categoria em um rico contexto social, político e cultural.

Instrumentos de pesquisa, guias e publicações

Área de acesso

Horário de funcionamento

Condição de acesso e uso

Acessibilidade

Área de serviços

Serviços de pesquisa

Serviços de reprodução

Áreas públicas

Área de controle

Identificador da descrição

Identificador da instituição

BR RSAHSB

Regras ou convenções utilizadas

Status

Versão preliminar

Nível de detalhamento

Mínimo

Datas de criação, revisão e obsolescência

Idioma(s)

  • português do Brasil

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Notas de manutenção

Pontos de acesso

Pontos de acesso

  • Memórias Reveladas (Thematic area)
  • Rio Grande do Sul (Estado) (Thematic area)
  • Sul (Geographic subregion)

Contato principal

Rua General Câmara n.: 424 - Centro
Porto Alegre
BR 90010-230