Centro de Memória da Justiça do Trabalho de Minas Gerais

Área de identificação

Identificador

MGTRT3CMJT

Forma autorizada do nome

Centro de Memória da Justiça do Trabalho de Minas Gerais

Forma(s) paralela(s) de nome

Outra(s) forma(s) do nome

Tipo

Área de contato

Tipo

Endereço

Endereço

Rua Curitiba, nº 835 - 10º andar - Centro

Localidade

Belo Horizonte

Região

Minas Gerais

Nome do país

Brasil

CEP

30170-120

Telefone

55 31 3215-7915

Fax

Nota

Área de descrição

História

O Centro de Memória foi criado em março de 1997 pelo Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, então sob a presidência do desembargador José Maria Caldeira. Inicialmente denominado Projeto Memória, tinha como finalidades: promover o levantamento histórico da Justiça do Trabalho em Minas Gerais; implementar políticas de gestão e preservação de seu acervo permanente para o registro da memória trabalhista no estado; estimular e inter-relacionar atividades com instituições culturais e de ensino para o registro da memória trabalhista no estado e estimular a consciência social na pesquisa, conservação e restauração do patrimônio trabalhista mineiro.

A primeira atividade do Projeto Memória foi registrada em Exposição da Memória da Justiça do Trabalho de Minas Gerais, inaugurada em dezembro de 1997 pelo então presidente desembargador Gabriel de Freitas Mendes e funcionou no saguão do edifício-sede do TRT.

Em dezembro de 1999, a Portaria 97/99, expedida pelo presidente do TRT, desembargador Dárcio Guimarães de Andrade, tornou oficial o "Projeto Memória" alterando sua denominação para Centro de Memória da Justiça do Trabalho de Minas Gerais.

Em 2002, o Centro de Memória passou a integrar a Escola Judicial do TRT, fortalecendo sua atuação como órgão de pesquisa e informação, voltado para a formação de juízes e servidores e como agente de resgate e divulgação da memória histórica da Instituição.

O Centro de Memória mantém a Exposição Trabalho & Cidadania, como consolidação de sua proposta e desenvolve ainda os Programas Justiça e Cidadania, Catalogação de Processos Trabalhistas e História Oral, coordena o Laboratório de Atividades Judiciais e gerencia os acervos Fotográfico, Audiovisual e Textual da Justiça do Trabalho de Minas Gerais.

Contexto cultural e geográfico

Mandatos/Fontes de autoridade

Promover o levantamento histórico da Justiça do Trabalho em Minas Gerais; implementar políticas de gestão e preservação de seu acervo documental para registro de sua memória; incentivar e inter-relacionar atividades com instituições culturais e de ensino e estimular a consciência social por meio da pesquisa, conservação e restauração do patrimônio trabalhista brasileiro.

Estrutura administrativa

Políticas de gestão e entrada de documentos

Prédios

Acervo

Acervo textual, fotográfico e audiovisual. Contém processos judiciais trabalhistas, relatórios de atividades, relatórios estatísticas, fichas funcionais, documentos administrativos.

Instrumentos de pesquisa, guias e publicações

Área de acesso

Horário de funcionamento

De segunda a sexta-feira, das 14h às 18h.

Condição de acesso e uso

Há restrição de acesso aos documentos, necessidade de autorização.

Acessibilidade

Área de serviços

Serviços de pesquisa

Serviços de reprodução

Reprodução fotográfica, digital, transcrição de originais e videográfica/audiográfica.

Áreas públicas

Área de controle

Identificador da descrição

Identificador da entidade custodiadora

BR MGTRT3CMJT

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão e obsolescência

Idioma(s)

  • português do Brasil

Sistema(s) de escrita(s)

Bibliografia e outras fontes utilizadas

Notas de manutenção

Pontos de acesso

Pontos de acesso

  • Cadastro Nacional de Entidades Custodiadoras de Arquivos (CODEARQ) (Thematic area)
  • Área de Transferência

Contato principal

Rua Curitiba, nº 835 - 10º andar - Centro
Belo Horizonte, Minas Gerais
BR 30170-120