Fundo/Coleção AAA - Companhia Vale do Rio Doce Sociedade Anônima

Zone d'identification

Cote

BR RJANRIO AAA

Titre

Companhia Vale do Rio Doce Sociedade Anônima

Date(s)

  • [1983?] - 1995 (Production)

Niveau de description

Fundo/Coleção

Étendue matérielle et support

Filmográfico(s) -sem especificação - 768 itens

Zone du contexte

Nom du producteur

(1942 - 2007)

Histoire administrative

A Companhia Vale do Rio Doce S.A. (CVRD) foi criada pelo decreto-lei n. 4352, de 1 de junho de 1942, destinada à exploração, comércio, transporte e exportação do minério de ferro das minas de Itabira e exploração do tráfego da Estrada de Ferro Vitória-Minas, no contexto dos Acordos de Washington. Como órgão da administração indireta, reportava-se diretamente ao presidente da República. O patrimônio inicial da Companhia foi constituído com a incorporação à União dos bens até então pertencentes à Companhia Brasileira de Mineração e Siderurgia. Pelo projeto de estatutos, compreendia três órgãos de caráter administrativo (Diretoria, Conselho Fiscal e Assembléia Geral) e dois departamentos: o da Estrada de Ferro Vitória-Minas e o das Minas de Itabira. O Departamento da Estrada de Ferro ficaria a cargo de diretores brasileiros, e o Departamento das Minas seria administrado conjuntamente por diretores brasileiros e norte-americanos.
A composição da Diretoria foi alterada pelo decreto-lei n. 5.773, de 24 de agosto de 1943, passando a funcionar com um presidente e um vice-presidente, de nacionalidade brasileira, e três diretores, sendo dois de nacionalidade norte-americana. Pelo mesmo decreto foi criado mais um departamento: o Departamento de Obras.
A Companhia Vale do Rio Doce foi privatizada em 6 de maio de 1997 e teve seu nome alterado para Vale em 29 de novembro de 2007.

Histoire archivistique

Os documentos filmográficos deram entrada no Arquivo Nacional originalmente em regime de comodato, procedentes do Museu de Arte Moderna (MAM), sendo, à epoca, considerados integrantes da coleção Cinemateca do Museu de Arte Moderna.
Em 2008, foram formalmente separados do restante, sendo reclassificados na instituição como integrantes do fundo Companhia Vale do Rio Doce S.A. (ver especialmente processo 00320.000256/2002-DV), sendo registrados, em seguida, com um código próprio.

Source immédiate d'acquisition ou de transfert

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Cinemateca - 2002 - recolhimento - 104

Zone du contenu et de la structure

Portée et contenu

Filmes institucionais relacionados ao porto de Tubarão e às atividades da companhia em Itabira, Carajás, Linhares, Roterdã e outras localidades.

Évaluation, élimination et calendrier de conservation

Accroissements

Mode de classement

Identificado

Zone des conditions d'accès et d'utilisation

Conditions d’accès

Conditions de reproduction

Langue des documents

  • allemand
  • anglais
  • japonais
  • portugais brésilien

Écriture des documents

Notes sur la langue et l'écriture

Caractéristiques matérielle et contraintes techniques

Instruments de recherche

Zone des sources complémentaires

Existence et lieu de conservation des originaux

Existence et lieu de conservation des copies

Unités de description associées

Descriptions associées

Zone des notes

Note

Unidade Custodiadora
Coordenação de Documentos Audiovisuais e Cartográficos - CODAC

Identifiant(s) alternatif(s)

Mots-clés

Mots-clés - Sujets

Mots-clés - Lieux

Mots-clés - Noms

Mots-clés - Genre

Zone du contrôle de la description

Identifiant de la description

Identifiant du service d'archives

BR RJANRIO

Règles et/ou conventions utilisées

Statut

Final

Niveau de détail

Complet

Dates de production, de révision, de suppression

Langue(s)

  • portugais brésilien

Écriture(s)

Sources

Zone des entrées

Sujets associés

Personnes et organismes associés

Genres associés

Lieux associés