Fundo/Coleção EM - Fazenda Nacional de Santa Cruz

Área de identificação

Código de referência

BR RJANRIO EM

Título

Fazenda Nacional de Santa Cruz

Data(s)

  • 1815 - 1962 (Produção)

Nível de descrição

Fundo/Coleção

Dimensão e suporte

Textual(is) -sem especificação - 11,08 m

Área de contextualização

Nome do produtor

(1808 - 1891)

História administrativa

Em 6 de janeiro de 1567, Cristóvão Martins recebeu a primeira sesmaria dos terrenos de Santa Cruz. Entretanto, o desenvolvimento da fazenda iniciou-se no século XVII, sob a administração da Companhia de Jesus que, paulatinamente, a adquiriu por compra e doação. Nesse período, desenvolveu-se a lavoura e a pecuária, introduzindo-se uma série de melhoramentos, principalmente obras hidráulicas para conter inundações. A atividade mais produtiva era a criação de gado e o aluguel de terras para pastos. Com a expulsão dos jesuítas, em 1759, a Fazenda de Santa Cruz foi incorporada aos bens da Coroa, passando a ser denominada Fazenda Real, posteriormente Fazenda Imperial e, com a República, Fazenda Nacional de Santa Cruz. De 1759 a 1795, a fazenda conheceu um período de estagnação e desinteresse por parte da administração portuguesa, que nos últimos anos do séc. XVIII, passou a promover esforços para sua recuperação. No período imperial, sua administração não sofreu alterações significativas, continuando as atividades de criação, o que a tornou indispensável ao abastecimento de carne-verde para o Rio de Janeiro. Até o final do Império, ficou diretamente subordinada à Mordomia-Mor da Casa Imperial. Em 23 de outubro de 1891, o decreto n. 613 sujeitou a Fazenda à Recebedoria do Rio de Janeiro. Em 2 de março de 1932, o decreto n. 2.115, transferiu a Fazenda da jurisdição do Patrimônio Nacional para a do Departamento Nacional do Povoamento, subordinado à Diretoria do Domínio da União, o que é confirmado pelo decreto n. 22.425, de 1 de fevereiro de 1933.

Nome do produtor

(1891 -)

História administrativa

Entidade custodiadora

História arquivística

Procedência

Delegacia do Serviço do Patrimônio da União no Distrito Federal - 1951 - recolhimento - 88
Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Brasil) - 1989 - recolhimento - 1

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Guias de pagamentos de foros, laudêmios e outras taxas. Registro de despesas gerais. Assentamento de devedores. Guias de recolhimento de verbas ao Tesouro Nacional. Entrada e saída de produtos no armazém. Ponto de empregados. Registro de receitas médicas. Receita e despesa com gado. Registro nominal de devedores de aluguéis por pastagem. Informações em processos sobre terras. Assentamento de foreiros e arrendatários. Formulários de modificação de cadastro e transferência de terras. Escravos: inventário, entrada, aluguel, relação de trabalhos distribuídos, cartas de alforria. Protocolos de ocorrências, de ofícios, de requerimentos, de memorandos e telegramas. Registros de correspondência com diversos órgãos.

Avaliação, seleção e temporalidade

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Organizado totalmente

Organização
Assunto - Cronológica - Espécie/Tipo.

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de pesquisa

ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Coordenação-Geral de Processamento e Preservação do Acervo. Coordenação de Documentos Escritos. Equipe de Documentos do Executivo e do Legislativo. Fundo Fazenda Nacional de Santa Cruz (EM) 1612-1962: inventário analítico dos documentos textuais. Rio de Janeiro, ago. 2017. 136 p. - Não impressos
ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Divisão de Documentação Escrita. Inventário sumário da Fazenda Nacional de Santa Cruz (códices). Org. por Carmen Tereza Coelho Moreno, Cláudia C. M. Lacombe Rocaha, Jorge Luiz Ribeiro Miguel, Margareth da Silva, Simone Frieiro Cruz, Zílio Teixeira Tosta. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1989. 40p. (AN/SCO/SDE 43) - Não impressos
ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Documentos sobre a Fazenda de Santa Cruz . In:_________. Diversos. Rio de Janeiro, [19??]. (AN/ Documentos preparados para o prelo, 41) Nota: caixa 507 da antiga Seção de Documentação Histórica - Não impressos
ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Serviço de Documentação Escrita. Seção de Documentação Histórica. Códices. Org. por Inah Cyrino Verhoeven. Rio de Janeiro: 1962. ... p.. (AN/SCO/SDE 1) - Não impressos
ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Serviço de Documentação Escrita. Seção de Documentação Histórica. Documentos em caixas. Org. por Ivete Magalhães. Rio de Janeiro: 1962. 57 p.. (AN/SCO/SDE 2) - Não impressos
GUIA Brasileiro de fontes para a história da África, da escravidão negra e do negro na sociedade atual: frente arquivística. Coord. por Arquivo Nacional. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional; Brasília: Departamento de Imprensa Nacional, 1988. 2v. (Guia de Fontes para História das Nações, 8: África, 11: Brasil) - Impressos, em livros e folhetos

Área de fontes relacionadas

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Na Instituição
Casa Real e Imperial -BR RJANRIO 0O

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Área de notas

Nota

Responsável da descrição
Debora Pereira Crespo

Nota

Unidade Custodiadora
Coordenação de Documentos Escritos - CODES

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso

Ponto de acesso - assunto

Pontos de acesso - local

Pontos de acesso - gênero

Área de controle da descrição

Identificador da descrição

Identificador da entidade custodiadora

BR RJANRIO

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Completo

Datas de criação, revisão, eliminação

Idioma(s)

  • português do Brasil

Sistema(s) de escrita(s)

Bibliografia e outras fontes utilizadas

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Gêneros relacionados

Lugares relacionados