Fundo/Coleção 4Q - Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas

Área de identificação

Código de referência

BR RJANRIO 4Q

Título

Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas

Data(s)

  • [1882? - 1910?] (Produção)

Nível de descrição

Fundo/Coleção

Dimensão e suporte

Cartográfico(s) -croqui(s) - 3 item(ns)
Cartográfico(s) -diagrama(s) - 3 item(ns)
Cartográfico(s) -gráfico(s) - 5 item(ns)
Cartográfico(s) -mapa(s) - 209 item(ns)
Cartográfico(s) -perfil(is) - 472 item(ns)
Cartográfico(s) -planta(s) - 1672 item(ns)
Cartográfico(s) -sondagem(ns) - 1 item(ns)
Cartográfico(s) -tabela(s) - 1 item(ns)
Sem especificação -sem especificação - 20 item(ns)
Textual(is) -sem especificação - 12,4 m

Área de contextualização

Nome do produtor

(1860 - 1891)

História administrativa

Criado pelo decreto n. 1.067, de 28 de julho de 1860, o Ministério da Agricultura, Comércio e Obras Públicas recebeu atribuições que antes estavam a cargo do Ministério do Império e do Ministério da Justiça. A sua primeira organização foi dada pelo decreto n. 2.748, de 16 de fevereiro de 1861.

Nome do produtor

(1906 - 1930)

História administrativa

O Ministério da Agricultura, Indústria e Comércio foi criado pelo decreto legislativo n. 1.606 de 29/12/1906 a partir do desmembramento do Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas, recebendo, também atribuições ligadas à catequese dos índios antes pertencentes ao Ministério da Justiça e Negócios Interiores. Contudo, apenas em 1909, o Ministério foi instalado como indica o decreto n. 7.501, de 12 de agosto, que também informou sobre os órgãos públicos passaram para a jurisdição administrativa do novo Ministério, a saber: Junta Comercial, Observatório Astronômico do Rio de Janeiro, Repartição de Estatística, Jardim Botânico, Escolas de Minas, Museu Nacional, Hospedaria da Ilha das Flores, Fábrica de Ferro de Ipanema, Serviço de Propaganda e Expansão Econômica do Brasil no Estrangeiro, Diretoria-Geral do Povoamento do Solo, Serviço Geológico e Mineralógico, Posto Zootécnico Central e a Diretoria-Geral da Indústria do Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas, que passou a constituir a Diretoria do Expediente da Secretaria de Estado da Agricultura, Indústria e Comércio.
Embora a legislação refira-se apenas a uma mudança de nome, consideramos que Ministério da Agricultura, Indústria e Comércio foi extinto a partir da divisão de suas atribuições pelos Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio, criado em 26 de novembro de 1930, e Ministério da Agricultura, instituído em 3 de dezembro do mesmo ano.

Nome do produtor

(1891 - 1909)

História administrativa

Pela lei n. 23, de 30 de outubro de 1891, que reorganizou os serviços da administração federal, este Ministério passou a denominar-se Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas.

Entidade custodiadora

História arquivística

Parcela do acervo recebeu anteriormente o código DC (Ferrovias).
Parte da documentação foi recolhida pelo próprio órgão ou sucessor em 1908, 1909 e 1913.

Procedência

Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas (Brasil) - 1908 - recolhimento - 1
Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas (Brasil) - 1909 - recolhimento - 2
Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas (Brasil) - 1913 - recolhimento - 3

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Cadernetas de campo (seções transversais, nivelamento, alinhamento, exploração) referentes às estradas de ferro de Lavras à Barra Mansa, Vitória à Diamantina, Minas Gerais ao Rio de Janeiro, Lavras a Catalão, São Paulo ao Rio Grande, Porto Alegre a Porto das Torres e Central do Brasil. Memória justificativa orçamentária da Estrada de Ferro São Paulo a Rio Grande. Resumo de orçamento da Estrada de Ferro Central do Brasil. Cadernos de cálculos da Estrada de Ferro Central da Bahia, da Estrada de Ferro Rio Grande a Alegrete e da Estrada de Ferro Porto Alegre à Uruguaiana. Mapas topográficos da Estrada de Ferro Porto Alegre à Uruguaiana. Relatórios contendo perfis topográficos. Protocolo de ofícios da Diretoria Geral de Contabilidade.
Documentos cartográficos referentes a fazendas, hidrografia, estradas, sistemas de transporte marítimo e terrestre, portos, telégrafos, litoral brasileiro e estradas de ferro.

Avaliação, seleção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Organizado parcialmente

Organização
Alfanumérica, assunto, espécie/tipo, autor e cronológica.

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Divisão de Documentação Escrita. Inventário sumário: códices do Poder Executivo (vários fundos). Rio de Janeiro, 1989. 47 p. dat. (AN/SCO/SDE 42) - Não impressos
ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Grupo de Identificação de Fundos Internos (GIFI). Índice de busca da documentação identificada. Rio de Janeiro, 1983, 131 p. dat. (AN/SCO/SDE 3) - Não impressos

Área de fontes relacionadas

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Fundo/Coleção - BR RJANRIO 4Y - Ministério da Viação e Obras Públicas
Fundo/Coleção - BR RJANRIO 9W - Série Indústria e Comércio - Administração (IC2)
Fundo/Coleção - BR RJANRIO DE - Série Viação - Administração - (IV2)

Área de notas

Nota

Dimensões
Sem especificação: 20 obras de arte.

Nota

Outras
Arquivo Nacional (Brasil) - Inventário sumário - Códices do Poder Executivo

Nota

Responsável da descrição
Cyntia Mendes Aguiar

Nota

Unidade Custodiadora
Coordenação de Documentos Audiovisuais e Cartográficos - CODAC
Coordenação de Documentos Escritos - CODES

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso

Pontos de acesso de assunto

Pontos de acesso local

Ponto de acesso nome

Pontos de acesso de gênero

Área de controle da descrição

Identificador da descrição

Identificador da entidade custodiadora

BR RJANRIO

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Completo

Datas de criação, revisão, eliminação

Idioma(s)

  • português do Brasil

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Nota do arquivista

Crédito
Documentos cartográficos: Mariane Costa Pinto.

Zona da incorporação