Liceu Literário Português

Área de identificação

Identificador

RJLLP

Forma autorizada do nome

Liceu Literário Português

Forma(s) paralela(s) de nome

Outra(s) forma(s) do nome

Tipo

Área de contato

Tipo

Endereço

Endereço

Sede: Rua Senador Dantas, 118 – Centro

Localidade

Rio de Janeiro

Região

Rio de Janeiro

Nome do país

Brasil

CEP

20031-201

Telefone

55 21 2220-5445

Fax

55 21 2533-3044

Nota

Tipo

Endereço

Endereço

Filial: Rua Pereira da Silva, 322

Localidade

Rio de Janeiro

Região

Rio de Janeiro

Nome do país

Brasil

CEP

Telefone

55 21 2225-0423

Fax

Nota

Área de descrição

História

Fundação: 10 de setembro de 1868, por um grupo de 28 membros dissidentes do Retiro Literário Português, reunidos na casa nº 51 da Rua da Saúde. Sedes: Funcionou na Rua da Carioca nº 41 até 1884. Depois, na Rua dos ourives, nº. 171, e na Sete de Setembro nº 37. Em 1883 foi comprada a primeira sede, na Rua da Saúde, nºs. 1 e 3, onde funcionou por uma década a Academia de Marinha, e anteriormente pertencera a Felippe Nery de Carvalho. Essa aquisição se deveu ao empenho do Presidente João José Martins de Pinho, futuro Conde de Alto Mearim. Em 11/07/1884 foi essa sede solenemente inaugurada com a presença do Imperador D. Pedro II e outras autoridades. Para expandir suas atividades o Liceu resolveu vender sua primeira sede, o que foi feito através de escritura lavrada em 09/06/1912. No seu terreno foi construído posteriormente o edifício do Jornal A Noite. E ficou a lembrança de sua anterior ocupação na “Travessa do Liceu”, perpetuada na toponímia urbana. O Liceu passou a funcionar num prédio situado na Rua Senador Dantas, nºs. 104 a 120, que alugou. Em 11/05/1914 o prédio foi adquirido pelo Liceu. Dezoito anos depois, essa nova sede foi destruída por um incêndio. A Diretoria, presidida por José Rainho da Silva Carneiro resolveu construir, no mesmo terreno um novo prédio. O projeto, em estilo neomanuelino, de 8 andares, foi executado pelo Arquiteto Raul Pena Firme, e a obra executada pela firma R. Rebecchi & Cia. Em 10 de setembro de 1938 foi inaugurada oficialmente a nova sede. Em 13 de dezembro de 2007 foi inaugurado o edifício do Centro Cultural, na Rua Pereira da Silva, 322, nas Laranjeiras, onde passa a funcionar o Instituo de Língua Portuguesa. O prédio foi cedido em comodato ao Liceu, enquanto se ultimam as providências burocráticas para a compra definitiva. Aulas e Cursos: Focado inicialmente no ensino primário e secundário, já em 1884 o Liceu criava a Aula de Náutica e Astronomia. Na mesma época restabeleceram-se os cursos que tinham sido desativados, de francês, inglês, escrituração mercantil e desenho linear. Os estatutos aprovados em 24 de março de 1885 estabelecem no Artº 3º, “O Liceu realizará os seus fins na proporção dos seus recursos: dando preferência às aulas de instrução primária e às oficinas, como instrumentos de educação popular, e ao curso Livre de Náutica”. De acordo com o Estatuto atual (2007), o Liceu tem como objetivos: - promover e ministrar o ensino e a pesquisa; desenvolver projetos culturais, científicos e artísticos; manter uma biblioteca; colaborar para o intercâmbio cultural, científico, artístico e técnico entre o Brasil, Portugal e outros países e comunidades de Língua Portuguesa; manter o Centro de Estudos Luso-Brasileiros, criado em 1997, como núcleo do futuro centro universitário, e engloba e coordena os seguintes organismos: a) o Instituto de Estudos Portugueses Afrânio Peixoto, criado em 05/07/1943; b) o Instituo Luso-Brasileiro de Folclore, fundado em 28 de agosto de 1951; c) o Instituto de Língua Portuguesa, fundado em 28 de março de 1990; e d) o Instituto Luso-Brasileiro de História, fundado em 24 de março de 1992. O Instituto de língua Portuguesa tem a seu cargo: 1 – O Curso de Pós-Graduação em Língua Portuguesa, reconhecido pelo Ministério da Educação; 2 – Outros cursos; 3 – Edição da revista Confluência, cujo primeiro número foi lançado em 05 de junho de 1991. Os corpos dirigentes do Liceu Literário Português são: Presidente Francisco Gomes da Costa. Coordenador do Centro de Estudos Luso-Brasileiros Antonio Gomes da Costa. Comissão Diretora do Instituto de Língua Portuguesa: Dr. Francisco Gomes da Costa, Dr. Antonio Gomes da Costa, Prof. Evanildo Cavalcante Bechara, Prof. Sylvio Edmundo Elia, Prof. Gladstone Chaves de Melo, Prof. Maximiano de Carvalho e Silva, Prof. Antonio Basílio Gomes Rodrigues, Prof. Horácio Rolim de Freitas, Profª Maria Leda de Moraes Chini e Prof. Rosalvo do Valle. Comissão Diretora do Instituto Luso-Brasileiro de História: Dr. Francisco Gomes da Costa, Dr. Antonio Gomes da Costa, Prof. Arno Wehling, Prof. Arivaldo Silveira Fontes, Prof. Carlos Francisco Moura, Prof. Marcos Ribeiro Corrêa e Prof. Antonio Basílio Gomes Rodrigues.

Contexto cultural e geográfico

O Liceu Literário Português foi fundado em 10 de setembro de 1868 por um grupo de portugueses, à frente dos quais estava o Conde de Alto Mearim, com a finalidade de difundir a cultura e promover o ensino e a instrução, principalmente junto aos portugueses mais jovens que chegavam ao Brasil com conhecimentos limitados e ainda sem uma profissão definida. Era a época dos Liceus de Artes e Ofícios. Além dos cursos do 1º e do 2º grau, ainda no século XIX, o Liceu também ministrou cursos de Astronomia e Arte Náutica, valendo registrar, por curiosidade, que o Imperador D. Pedro II chegou a freqüentar algumas aulas desses cursos.

O Liceu funcionou inicialmente na sede instalada na Rua da Saúde, hoje denominada Travessa do Liceu, tendo em 1915, sob a presidência de Faustino de Sá e Gama, adquirido nova sede na Rua Senador Dantas, que foi destruída por um incêndio em 1932. É, então, que se inicia no mesmo terreno a construção do edifício atual, com nove andares, inaugurado em 1938, sob a presidência do Comendador José Raínho da Silva Carneiro, que foi o grande responsável pelo empreendimento.

O Liceu Literário Português é uma instituição sem fins lucrativos, de caráter filantrópico, reconhecida como de utilidade pública, e, hoje, seus objetivos principais são:

a) promover e manter o ensino e a pesquisa da Língua Portuguesa, através de cursos, palestras, conferências, edições de livros didáticos, apostilas, etc.
b) desenvolver projetos culturais, científicos,técnicos e artísticos, sobretudo os relacionados com a lusofonia;
c) colaborar no intercâmbio universitário e acadêmico entre os países de Língua Portuguesa;
d) criar e manter cursos universitários ou de pós-graduação, especializados em Língua Portuguesa e História Luso-Brasileira;
e) manter o Centro de Estudos Luso-Brasileiros, que integra as seguintes unidades:
1) Instituto de Língua Portuguesa;
2) Instituto Luso-Brasileiro de História;
3) Instituto de Estudos Portugueses Afrânio Peixoto;
4) Instituto Luso-Brasileiro de Folclore.
f) editar periodicamente a revista “Confluência” voltada essencialmente para temas linguísticos.
O curso de pós-graduação lato sensu em Língua Portuguesa, mantido pelo Liceu, é reconhecido pelo Ministério da Educação e ministrado sob a orientação e direção pedagógica de vários especialistas e mestres universitários.

Mandatos/Fontes de autoridade

Estrutura administrativa

Políticas de gestão e entrada de documentos

Prédios

Acervo

Área de acesso

Horário de funcionamento

Condição de acesso e uso

Acessibilidade

Área de serviços

Serviços de pesquisa

Serviços de reprodução

Áreas públicas

Área de controle

Identificador da descrição

Identificador da entidade custodiadora

Regras ou convenções utilizadas

Status

Nível de detalhamento

Datas de criação, revisão e obsolescência

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Notas de manutenção

Pontos de acesso

Pontos de acesso

  • Associações Cariocas (Thematic area)
  • Área de Transferência

Contato principal

Sede: Rua Senador Dantas, 118 – Centro
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
BR 20031-201