Museu da Imagem e do Som de São Paulo

Área de identificação

Identificador

SPMIS

Forma autorizada do nome

Museu da Imagem e do Som de São Paulo

Forma(s) paralela(s) de nome

Outra(s) forma(s) do nome

  • MIS

Tipo

Área de contato

Tipo

Endereço

Endereço

Av. Europa, 158, Jardim Europa

Localidade

São Paulo

Região

São Paulo

Nome do país

Brasil

CEP

01449-000

Telefone

55 11 2117-4777

Fax

Nota

Área de descrição

História

Contexto cultural e geográfico

Mandatos/Fontes de autoridade

O Museu da Imagem e do Som foi criado em 29 de maio de 1970, já vinculado à Secretaria de Estado da Cultura. Na época, a ideia era construir um museu que preservasse e produzisse a imagem e o som. Em 27 de fevereiro de 1975, com a exposição Memória Paulistana, o Museu da Imagem e do Som finalmente abriu suas portas para o público em sua sede permanente em São Paulo. Essa mostra representou um importante resgate histórico-cultural da memória da capital paulista por meio de fotografias da cidade, além de retratos de personalidades e anônimos, tendo também como resultado a edição de um catálogo. As fotografias denotavam, ainda, a vocação do MIS-SP para a exposição de mídias ainda não totalmente consagradas pelas instituições museológicas tradicionais. Na introdução do catálogo de Memória Paulistana, estavam delineados os objetivos iniciais e o perfil do MIS paulistano: “adotar as tendências museológicas mais avançadas para conseguir o caráter de museu moderno e ter como matéria a comunicação de massa, apoiada em recursos de imagens e de sons, para, assim, ser um museu vivo”. Além disso, manter-se como um importante núcleo sobre comunicação cultural em um meio eficaz de difusão artística e educativa que atinja amplas camadas populares por meio da amplitude de sua programação também era um objetivo do projeto. Tradição e ruptura sempre fizeram parte da trajetória e da atitude do Museu da Imagem e do Som. Assim, a extensa programação que o MIS sediou – e continua sediando – marca-no como um importante espaço de fomento da linguagem audiovisual e da arte nas suas diferentes formas e técnicas, tanto no aspecto da produção, quanto no da exibição.

Estrutura administrativa

Vinculação Administrativa: Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo

Políticas de gestão e entrada de documentos

Prédios

Acervo

O acervo arquivístico do MIS-SP, que atualmente possui cerca de 83 metros lineares de documentos, é composto pelo arquivo permanente da instituição - que é originado pela acumulação da documentação das atividades cotidianas - e também por documentos avulsos e fundos que chegaram ao museu através de doações. Em alguns casos, esses documentos avulsos e fundos foram incorporados em conjunto com algumas coleções museológicas, como os documentos recebidos com as coleções Abrão Berman e Borges Schmidt. Em outros casos, a incorporação se deu através de doações individuais, como o manuscrito O Anjo Fardado de Anita Malfatti, ou ainda durante a realização de projetos de pesquisa desenvolvidos pelo museu, como os documentos da Revolução de 1932.

Instrumentos de pesquisa, guias e publicações

Área de acesso

Horário de funcionamento

Terça-feira a sábado das 12h às 19h, domingos e feriados das 14h às 18h.

Condição de acesso e uso

Há restrição de acesso aos documentos em fase de organização

Acessibilidade

Área de serviços

Serviços de pesquisa

Serviços de reprodução

Reprodução digital.

Áreas públicas

Área de controle

Identificador da descrição

Identificador da entidade custodiadora

BR SPMIS

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão e obsolescência

Idioma(s)

  • português do Brasil

Sistema(s) de escrita(s)

Bibliografia e outras fontes utilizadas

Notas de manutenção

Pontos de acesso

Pontos de acesso

  • Cadastro Nacional de Entidades Custodiadoras de Arquivos (CODEARQ) (Thematic area)
  • Área de Transferência

Contato principal

Av. Europa, 158, Jardim Europa
São Paulo, São Paulo
BR 01449-000