Fundo/Coleção CS - Arthur da Costa e Silva

Área de identificação

Código de referência

BR RJCPDOC CS

Título

Arthur da Costa e Silva

Data(s)

  • 1953 - 1972 (Produção)

Nível de descrição

Fundo/Coleção

Dimensão e suporte

Documento(s) Bibliográfico(s):
livro(s): 290 volume(s)
Documento(s) Filmográfico(s):
filme(s) cinematográfico(s): 2 item(s)
fita(s) videomagnética(s): 1 item(s)
Documento(s) Iconográfico(s):
fotografia(s): 5013 item(s)
Documento(s) Textual(ais):
0.24 metro(s) linear(es)
Documento(s) Tridimensional(ais):
fraque(s): 3 item(s)
mobiliário: 6 item(s)
objeto(s) pessoal(is): 3 item(s)
placa (s) comemorativa (s): 3 item(s)

Área de contextualização

Nome do produtor

(1889 - 1969)

Biografia

Militar, nascido na cidade de Taquari, estado do Rio Grande do Sul, em 3 de outubro de 1899. Estudou no Colégio Militar de Porto Alegre, na Escola Militar de Realengo, na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais da Armada e na Escola de Estado-Maior do Exército. Integrou o movimento tenentista (1922), participando da Revolta de 5 de julho tendo sido preso e anistiado. Participou da Revolução de 1930, e em 1932 aliou-se às forças que lutaram contra a revolução constitucionalista de São Paulo. Foi diretor da Escola de Motomecanização do Exército (1941-1943), encarregado de organizar a unidade blindada da Força Expedicionária Brasileira (FEB) em 1943, comandante do 9º Regimento de Infantaria sediado em Pelotas (1946-1948), chefe do estado-maior da 3ª Região Militar (RM) com sede em Porto Alegre (1948-1949), e adido militar junto à embaixada do Brasil na Argentina (1950-1952). Comandou o Núcleo de Divisão Blindada no Rio de Janeiro (1952-1954), a 2ª Brigada de Infantaria em Caçapava (1954-1955), a 3ª RM (1957-1959), e a 2ª Divisão de Infantaria em São Paulo (1959-1961). Promovido a general-de-divisão (1961), assumiu o comando do IV Exército, em Recife (1961-1962). Chefiou ainda o Departamento Geral de Pessoal do Exército, no Rio de Janeiro (1962-1963), e o Departamento de Produção e Obras (1963-1964).Foi um dos principais articuladores do golpe de 1964, que depôs o presidente João Goulart, e integrou o Comando Supremo da Revolução, ao lado do brigadeiro Correia de Melo e do almirante Augusto Rademaker. Ministro da Guerra durante o governo Castelo Branco (1964-1966), desincompatibilizou-se do cargo para candidatar-se às eleições indiretas na legenda da Arena. Em 3 de outubro de 1966, Costa e Silva e Pedro Aleixo foram eleitos, respectivamente, presidente e vice-presidente pelo Congresso Nacional, com a abstenção de toda a bancada do MDB, partido oposicionista. Em 15 de março de 1967 foi empossado na presidência, e em agosto de 1969 afastou-se do cargo em virtude de uma trombose cerebral, sendo substituído por uma junta militar. Faleceu no Rio de Janeiro, em 17 de dezembro de 1969.

História arquivística

O acervo é formado por documentos reunidos pelo irmão do ex-presidente, Riograndino Costa e Silva e pelo filho, Álcio Barbosa da Costa e Silva. As doações foram feitas em etapas para a instituição.

Procedência

Doação, Riograndino da Costa e Silva (irmão do titular), 1996
Doação, Álcio Barbosa da Costa e Silva (filho do titular), 1989

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Entre os documentos textuais destacam-se cópias do "Livro de Alterações" do titular, contendo todas as informações relativas à sua carreira militar de 1918 a 1966, além de cópias do atestado médico com diagnóstico de sua doença e atestado de óbito. Documentos audiovisuais: a maior parte das fotografias encontra-se organizada em álbuns, destacando-se os que registram a viagem de Costa e Silva ao Japão, a visita do presidente do Uruguai ao Brasil e visita do titular a Santa Maria, Rio Grande do Sul. Os filmes apresentam aspectos da sua vida pública, tais como a viagem aos Estados Unidos, Japão, Argentina e Europa, quando o titular era ministro da Guerra, e de sua vida privada. Integra ainda o arquivo um filme sobre formatura da Academia Militar de Agulhas Negras e desfile do Dia da Pátria. As fitas audiomagnéticas contém pronunciamentos do titular, enquanto Ministro da Guerra, sendo uma entrevista à Rádio Gazeta de São Paulo e quatro pronunciamentos em unidades militares (Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais, Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, 1º Regimento de Infantaria e II Exército). Os principais assuntos abordados são: a preparação e a eclosão do golpe de 1964, o restabelecimento da hierarquia e da disciplina nas Forças Armadas, o governo revolucionário e o papel do exército na política nacional. Os documentos impressos são constituídos de discursos, entrevistas do titular, biografias, obras a respeito do Exército e diretrizes do governo, entre outros.

Avaliação, seleção e temporalidade

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Organizado totalmente

Organização:
Organizado cronologicamente.

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Copyright:
Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil

Outras condições:
(C)Caso os documentos textuais estejam microfilmados, são fornecidas cópias exclusivamente a partir dos microfilmes. Para os documentos não microfilmados, são fornecidas cópias xerográficas. A reprodução de fotografias pode ser obtida em papel fotográfico ou em meio digital, mediante a assinatura do Termo de cessão de direito de uso da imagem.

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de pesquisa

Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Guia dos arquivos do CPDOC. 3ª. Rio de Janeiro. CPDOC. 1996. 264p
Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Sistema Acessus. Rio de Janeiro. 05/2000

Área de fontes relacionadas

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Outros detentores :
Casa Costa e Silva, Taquari/RS, BR/CCS/CCS/CS/1

Descrições relacionadas

Área de notas

Nota

Após o processo de informatização do acervo do CPDOC, a consulta aos documentos passou a ser feita por meio do Sistema Acessus, acessível no Portal do CPDOC (www.cpdoc.fgv.br). Os antigos catálogos e inventários em suporte papel, embora disponíveis na Sala de Consultas, não têm sido mais utilizados.

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso

Pontos de acesso - local

Ponto de acesso nome

Pontos de acesso - gênero

Área de controle da descrição

Identificador da descrição

Identificador da entidade custodiadora

BR RJCPDOC

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Completo

Datas de criação, revisão, eliminação

Idioma(s)

  • português do Brasil

Sistema(s) de escrita(s)

Bibliografia e outras fontes utilizadas

Objeto digital (Mestre) área de direitos

Objeto digital (Referência) área de direitos

Objeto digital (Miniatura) área de direitos

Zona da incorporação

Pessoas e organizações relacionadas

Gêneros relacionados

Lugares relacionados