Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil FGV

Área de identificação

Identificador

RJCPDOC

Forma autorizada do nome

Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil FGV

Forma(s) paralela(s) de nome

Outra(s) forma(s) do nome

  • CPDOC

Tipo

Área de contato

Tipo

Endereço

Endereço

Praia de Botafogo nº: 190 (14° Andar) Botafogo

Localidade

Rio de Janeiro

Região

Rio de Janeiro

Nome do país

Brasil

CEP

22253-900

Telefone

55 21 2559-5676 / 2559-5677

Fax

55 21 2559.5679

Nota

Tipo

Endereço

Endereço

Sala de Consultas
CPDOC - Fundação Getulio Vargas
Rua Jornalista Orlando Dantas, 60

Localidade

Rio de Janeiro

Região

Rio de Janeiro

Nome do país

Brasil

CEP

22.231-010

Telefone

Fax

E-mail

URL

Nota

Área de descrição

História

O Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC) é a Escola de Ciências Sociais da Fundação Getulio Vargas. Criado em 1973, tem o objetivo de abrigar conjuntos documentais relevantes para a história recente do país, desenvolver pesquisas em sua área de atuação e promover cursos de graduação e pós-graduação. Os conjuntos documentais doados ao CPDOC, que podem ser conhecidos no Guia dos Arquivos, constituem, atualmente, o mais importante acervo de arquivos pessoais de homens públicos do país, integrado por aproximadamente 200 fundos, totalizando cerca de 1,8 milhão de documentos. A organização desses arquivos e sua abertura à consulta pública, hoje totalmente informatizada por meio do sistema Accessus, são tarefas primordiais do Centro. Os documentos desse acervo estão sendo progressivamente disponibilizados pela Internet.

Ainda com o intuito de registrar a história contemporânea brasileira foi iniciado, em 1975, o Programa de História Oral que, desde então, vem recolhendo depoimentos de personalidades que atuaram no cenário nacional. Contando atualmente com mais de 5.000 horas de gravação, correspondentes a quase 1.000 entrevistas, boa parte aberta à consulta, o acervo de história oral do CPDOC pode ser melhor conhecido em consulta à base História Oral.
Em 1974, o CPDOC deu partida ao projeto de elaboração do Dicionário Histórico-Biográfico Brasileiro obra de referência voltada para a história do Brasil no período pós-1930. O Dicionário foi publicado em 1984 e esgotou-se pouco tempo após o lançamento. Ainda nos anos 1980 foi iniciada a atualização da obra, o que reflete a própria continuidade do trabalho do CPDOC, de recolher, organizar e divulgar informações sobre a história contemporânea do país. Uma segunda versão do Dicionário foi lançada em 2001 em cinco volumes com cerca de 6.600 verbetes e um ano depois, sua versão multimídia, em CD-Rom, também foi colocada à disposição. Em 2010, graças ao apoio do Banco Real - Grupo Santander Brasil, o Dicionário ganhou uma nova atualização, contando agora com cerca de 7.500 verbetes, todos passíveis de serem consultados e lidos na íntegra a partir da base de dados integrada do acervo do CPDOC.

Desde a criação do CPDOC, algumas linhas de investigação vêm sendo desenvolvidas, e permanecem como pontos de referência e identidade de seu grupo de pesquisadores. Elites políticas, História institucional e Pensamento social brasileiro são áreas de interesse que se mantêm, quer como escolhas intelectuais dos profissionais da casa, quer como projetos institucionais que recebem apoio de agências de financiamento. Essas grandes áreas desdobraram-se em outros recortes de pesquisa, que incluem como objetos de estudo biografias, intelectuais, militares, educação, matrizes institucionais de políticas públicas, relações internacionais e pesquisa social aplicada, sempre na perspectiva multidisciplinar que o CPDOC tradicionalmente vem adotando, e que se reflete em uma equipe de pesquisadores de distinta extração no mundo acadêmico e intelectual. Várias dessas atividades de pesquisa estão organizadas em torno de Laboratórios. O CPDOC possui também um Núcleo de Pesquisa Social Aplicada (o FGV Opinião) e sedia o Centro de Estudos sobre Relações Internacionais da FGV

Em 1988 o CPDOC lançou o primeiro número da revista Estudos Históricos, publicação semestral de caráter interdisciplinar. Desde 1994 o CPDOC edita os Informativos Eletrônicos de Ciências Sociais, História e Arquivologia com o objetivo de divulgar as atividades dessas áreas.

Em dezembro de 1996, com o projeto Brasil em transição: um balanço do final do século XX, o CPDOC foi reconhecido como núcleo nacional de excelência na área de história contemporânea do Brasil, dentro do Programa de Apoio a Núcleos de Excelência (Pronex) do Ministério da Ciência e Tecnologia. No final do ano de 2003, o CPDOC foi mais uma vez reconhecido como instituição sede de um novo projeto Pronex, intitulado "Direitos e cidadania".

Ao completar 30 anos, em 2003, o CPDOC inaugurou suas atividades de ensino, com a criação do Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais, que segue uma linha interdisciplinar, características do CPDOC. Os cursos oferecidos são Mestrado Acadêmico, Doutorado e Mestrado Profissional em Bens Culturais e Projetos Sociais.
Em 2005 o CPDOC ampliou sua atuação no ensino, criando a Escola Superior de Ciências Sociais, que iniciou em 2006 seu Curso Graduação em Ciências Sociais (bacharelado). Seus alunos podem optar por uma de três ênfases: Bens Culturais, Política e Sociedade ou Relações Internacionais no Mundo Contemporâneo.

Contexto cultural e geográfico

Mandatos/Fontes de autoridade

Estrutura administrativa

Políticas de gestão e entrada de documentos

Prédios

Acervo

O Programa de Arquivos Pessoais (PAP) tem por objetivo reunir, organizar e divulgar o acervo de arquivos privados doados ao CPDOC desde 1973 até os dias atuais. Pioneiro na definição de uma metodologia para o tratamento de arquivos pessoais, reúne quase duas centenas de arquivos de homens públicos de atuação destacada no cenário nacional, além de alguns poucos arquivos de partidos políticos, que constituem preciosas fontes para pesquisadores nacionais e estrangeiros interessados na história contemporânea brasileira e áreas afins.
Por força da atuação política de seus titulares, os arquivos depositados no CPDOC apresentam predominância de alguns tipos documentais, tais como correspondência de caráter oficial, relatórios, pareceres, discursos, despachos, atos e diplomas. Além dos documentos textuais, o acervo abriga documentos em variados suportes, tais como fotografias, cartazes, discos e filmes que, após receberem tratamento arquivístico, são abertos à consulta pública.
O acervo do CPDOC encontra-se hoje totalmente informatizado. Com a implantação da base de dados Accessus é possível recuperar, por múltiplas vias, as informações contidas nos documentos que integram os arquivos. Para as pessoas que desconhecem o universo desse acervo, o Guia dos Arquivos do CPDOC, cujo objetivo é fornecer ao usuário informações gerais sobre os arquivos, pode ser um bom começo.
As repercussões da metodologia de trabalho desenvolvida pelo PAP se fazem sentir também em consultorias que vêm sendo prestadas a diversas instituições públicas e privadas, seja para a organização de acervos históricos, seja para a montagem de centros de documentação congêneres. Paralelamente, a equipe do Programa vem produzindo trabalhos que, a partir de uma abordagem interdisciplinar, buscam refletir sobre a natureza desses conjuntos documentais, a dimensão legal implicada no uso desses arquivos, bem como sobre uma política arquivística que os contemple. A participação de pesquisadores do Programa em entidades como o CONARQ - Conselho Nacional de Arquivos - é exemplo desse compromisso.

Instrumentos de pesquisa, guias e publicações

Guia dos arquivos
http://www.fgv.br/cpdoc/guia/
Base de dados Accessus
http://www.fgv.br/cpdoc/busca/busca-simples
História Oral / DICIONÁRIO HISTÓRICO-BIOGRÁFICO BRASILEIRO (DHBB)
http://www.fgv.br/cpdoc/busca/busca-simples
Revista Estudos Históricos
http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh

Área de acesso

Horário de funcionamento

De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.30.
faleconosco.cpdoc@fgv.br

Condição de acesso e uso

Se for o seu primeiro acesso às novas instalações, é preciso realizar o cadastro e criar sua carteirinha na Praia de Botafogo, 190 - 14º andar.
Telefone: 55 21 3799-5696

ATENÇÃO: A Sala de Consulta possui instalações independentes e, por isso, localiza-se fora do edifício sede da Fundação Getúlio Vargas. Visando manter os critérios de segurança de entrada nas instalações da instituição, o primeiro acesso à Sala de Consulta é concedido pela recepção do CPDOC, na Praia de Botafogo, 190, 14º andar. É obrigatório o comparecimento prévio ao endereço acima informado para obter a carteirinha que permitirá o acesso às instalações da Sala de Consultas por um ano. Após este prazo, será necessária a renovação da carteirinha

Acessibilidade

Área de serviços

Serviços de pesquisa

Serviços de reprodução

Ao consultar as bases de dados o usuário terá a oportunidade de ir guardando em pastas virtuais de pesquisa, chamada Minhas pesquisas, todas as referências que lhe interessarem em cada consulta realizada. Ao concluir a pesquisa, se desejar cópias dos documentos selecionados, poderá remeter automaticamente essa relação ao CPDOC, bastando apenas que concorde com o Termo de Compromisso que lhe será apresentado. O usuário será informado, via email, sobre as possibilidades de reprodução, as condições e o custo de remessa dos pedidos.
Se preferir, o usuário poderá remeter a solicitação por correio ou dirigir-se à Sala de Consulta do CPDOC.

DOCUMENTO DE ARQUIVO (ACCESSUS) (*)
Reprodução a partir do original = R$ 1,50
Reprodução a partir de microfilme = R$ 1,00

(*) Os documentos que estiverem microfilmados a cópia será feita, exclusivamente, a partir do microfilme.
ENTREVISTAS DE HISTÓRIA ORAL = R$ 0,50
DOCUMENTOS DE IMPRESSOS (livros, folhetos e periódicos): = R$ 1,00
Preços de reprodução em papel. Para a obtenção de outros tipos de reprodução (em película, papel fotográfico, meio digital...) ou para a reprodução de outros tipos de documentos (fotos, fitas...), preços sob consulta.
Obs: Não é permitido fotografar os documentos do acervo

Áreas públicas

Área de controle

Identificador da descrição

Identificador da entidade custodiadora

BR RJCPDOC

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão e obsolescência

Idioma(s)

  • português do Brasil

Sistema(s) de escrita(s)

Bibliografia e outras fontes utilizadas

Notas de manutenção

Pontos de acesso

Pontos de acesso

  • Cadastro Nacional de Entidades Custodiadoras de Arquivos (CODEARQ) (Thematic area)
  • Memórias Reveladas (Thematic area)
  • Área de Transferência

Contato principal

Praia de Botafogo nº: 190 (14° Andar) Botafogo
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
BR 22253-900