Fundo/Coleção ED - Eurico Gaspar Dutra

Vídeo Eurico Dutra

Área de identificação

Código de referência

BR RJCPDOC ED

Título

Eurico Gaspar Dutra

Data(s)

  • 1911 a 1965 (Produção)

Nível de descrição

Fundo/Coleção

Dimensão e suporte

Documento(s) Bibliográfico(s): livro(s): 9 item(s)
Documento(s) Iconográfico(s): fotografia(s): 251 item(s)
Documento(s) Textual(ais): manuscrito(s): 800 item(s)

Área de contextualização

Nome do produtor

(1883 -1974)

Biografia

Nasceu em Cuiabá, estado do Mato Grosso do Sul, em 18 de maio de 1883. Teve seu ano de nascimento alterado para 1885, aos 19 anos, para que tivesse um físico compatível com a idade, com o fim de possibilitar seu ingresso no Exército. Estudou na Escola Preparatória e de Tática do Rio Grande do Sul (1902-1904) e na Escola Militar do Brasil (a Escola Militar da Praia Vermelha, no Rio de Janeiro), em 1904, de onde foi expulso por participar de um levante neste mesmo ano, relacionado com a Revolta da Vacina, mas anistiado, retornou à Escola, agora sediada em Realengo, concluindo o curso em 1906. Foi aluno também da Escola de Guerra de Porto Alegre (1906), da Escola de Artilharia e Engenharia, onde se aperfeiçoou em mecânica, balística e metalurgia (1908-1910), e da Escola de Estado-Maior, onde se formou como o 1º da turma e recebeu a rara menção "três bien" (1922), atuando, pouco depois, na repressão à revolução paulista de 1924. Ajudou a fundar a revista Defesa Nacional em 1918, combateu a revolta conhecida como "os 18 do Forte", em 1922, no Rio de Janeiro, e participou, integrando o Destacamento do Norte, sob o comando do general Mena Barreto,(retirar) do combate a uma insurreição irrompida em Manaus que se irradiou para o Pará. Por ter combatido a revolução de 1930, foi enviado para o comando do 11º Regimento de Cavalaria Independente, em Ponta Porá. Promovido a coronel, assumiu o comando do 4º Regimento de Cavalaria Divisionária (1931-1933), em Três Corações, de onde combateu a Revolução Constitucionalista de São Paulo, em 1932. Defendeu o governo do presidente Washington Luís contra os revoltosos de 1930, mas, já em 1932, combateu a Revolução Constitucionalista de São Paulo. Designado comandante da 1ª Região Militar (1935-1936), destacou-se na reação ao movimento comunista de 1935, passando a ocupar o posto de ministro da Guerra (1936-1945). Como ministro, Dutra procurou modernizar o Exército, objetivo que norteou suas posições diante do conflito internacional, dividindo-se entre o apoio aos Estados Unidos ou à Alemanha. No Ministério, aprovou diversas leis básicas, como o Estatuto dos Militares, a nova Lei do Serviço Militar, a Lei de Organização do Exército, e a Lei do Ensino Militar. Com o término da Segunda Guerra, manifestou-se pela redemocratização do país, e embora tenha sido um dos mais fiéis colaboradores de Vargas e do Estado Novo, ficou ao lado dos oficiais que destituíram o presidente em outubro de 1945. Candidatou-se à presidência da República pelo Partido Social Democrático (PSD) e foi eleito em 2 de dezembro, tendo contado, no final da campanha, com o apoio de Vargas. Passou para a reserva dois dias antes de sua posse, em 31 de janeiro de 1946. Ao deixar a presidência, permaneceu ativo na vida política até postular-se candidato nas eleições indiretas para presidente da República em 1965. Diante do apoio majoritário nos meios militares ao general Castelo Branco, retirou-se da disputa. Afastado da vida pública, faleceu no Rio de Janeiro em 11 de junho de 1974.

História arquivística

Procedência

Doação, Antônio João Dutra, 1998

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

O arquivo pessoal de Eurico Gaspar Dutra corresponde a documentos textuais, recortes de jornais e material impresso. É um arquivo pequeno dada à trajetória política do titular. A documentação textual diz respeito em sua maioria à sua gestão à frente da pasta da Guerra, período de 1936 a 1945. O arquivo foi organizado em 3 séries: Documentos Pessoais, Vida Pública e Recortes de Jornais. Na série Documentos Pessoais destacam-se os diários pessoais de Eurico Dutra, onde relata os principais acontecimentos políticos brasileiros desde 1930 a 1945, fornecendo também subsídios sobre a história do Exército. Na série Vida Pública, a concentração maior da documentação diz respeito ao período de 1935 a 1946, destacando-se a Intentona Comunista em 1935; o golpe de 1937, a 2ª Guerra Mundial, o reaparelhamento do Exército, a compra de armamentos na Alemanha e nos Estados Unidos. Vale ressaltar que alguns dossiês se relacionam entre si e se complementam, como por exemplo, os dossiês sobre a 2ª Guerra Mundial, o reaparelhamento do Exército, o acordo comercial entre o Brasil e os Estados Unidos. Os Recortes de Jornais entre outros assuntos tratam sobre a viagem de Eurico Dutra aos Estados Unidos, quando presidente do Brasil.

Avaliação, seleção e temporalidade

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Organizado totalmente

Organização:
O arquivo foi organizado em 3 séries: Documentos Pessoais, Vida Pública e Recortes de Jornais.

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Copyright:
Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Outras condições:
Caso os documentos textuais estejam microfilmados, são fornecidas cópias exclusivamente a partir dos microfilmes. Para os documentos não microfilmados, são fornecidas cópias xerográficas. A reprodução de fotografias pode ser obtida em papel fotográfico ou em meio digital, mediante a assinatura do Termo de cessão de direito de uso da imagem.

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de pesquisa

Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Guia dos arquivos do CPDOC. 3ª. Rio de Janeiro. CPDOC. 1996. 264p. Impressos, em livros e folhetos
Sistema Accessus: www.fgv.br/cpdoc/guia/detalhesfundo.aspx?sigla=ED

Área de fontes relacionadas

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Microfilme

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Área de notas

Nota

Outras:
Após o processo de informatização do acervo do CPDOC, a consulta aos documentos passou a ser feita por meio do Sistema Acessus, acessível no Portal do CPDOC (www.cpdoc.fgv.br). Os antigos catálogos e inventários em suporte papel, embora disponíveis na Sala de Consultas, não têm sido mais utilizados.

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso

Pontos de acesso - local

Ponto de acesso nome

Pontos de acesso - gênero

Área de controle da descrição

Identificador da descrição

Identificador da entidade custodiadora

BR RJCPDOC

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Completo

Datas de criação, revisão, eliminação

Idioma(s)

  • português do Brasil

Sistema(s) de escrita(s)

Bibliografia e outras fontes utilizadas

Objeto digital (Mestre) área de direitos

Objeto digital (Referência) área de direitos

Objeto digital (Miniatura) área de direitos

Zona da incorporação

Pessoas e organizações relacionadas

Gêneros relacionados

Lugares relacionados