Coleção GV - Getúlio Vargas

Área de identificação

Código de referência

BR RJMRAHI GV

Título

Getúlio Vargas

Data(s)

  • 1825 -1984 (Produção)

Nível de descrição

Coleção

Dimensão e suporte

Documento(s) Iconográfico(s): estampa(s): 2 item(s); fotografia(s): 5531 item(s); negativo(s) fotográfico(s): 3 item(s)
Documento(s) Sonoro(s): disco(s): 6 item(s)
Documento(s) Textual(ais): 291 item(s)
Documento(s) Tridimensional(ais):
moldura(s): 1 item(s)
placa(s) de metal: 2 item(s)

Área de contextualização

Nome do produtor

(1882 - 1954)

Biografia

Getúlio Dornelles Vargas nasceu em São Borja (RS), no dia 19 de abril de 1882, filho do casal Manuel do Nascimento Vargas e Cândida Dornelles Vargas.
Diplomou-se bacharel pela Faculdade de Direito de Porto Alegre em 1907. Elegeu-se Deputado Estadual pelo Partido Republicano Rio-Grandense durante os períodos 1909/1912 e 1917/1921. Foi eleito Deputado Federal pelo mesmo partido, assumindo a liderança de sua bancada. No governo Washington Luís, assumiu a função de Ministro da Fazenda entre 1926 e 1927. Em seguida, elegeu-se Presidente do Rio Grande do Sul pelo período 1928/1930. Em 1930 candidatou-se à Presidência da República pela Aliança Liberal e, não sendo eleito, tomou o poder através da Revolução de 30, assumindo a chefia do Governo Provisório de 1930 a 1934. Um de seus primeiros atos no governo foi a revogação de Constituição de 1891. Entre outras instituições, criou, neste período, o Ministério da Educação e Saúde, responsável pela reforma do ensino secundário e superior, e o Ministério do Trabalho, que deu nova orientação à Justiça Trabalhista. Demitiu os Governadores, nomeando Interventores para os estados (com exceção de Minas Gerais). Pressionado pela Revolução Constitucionalista de 1932, Vargas convocou uma Assembléia Constituinte em 1933, que promulgou a nova Constituição em 1934. Em 16 de julho deste ano, Vargas foi eleito pelos deputados constituintes Presidente da República. Em 10 de novembro de 1937, Getúlio Vargas deu um golpe de estado, instaurando a ditadura do Estado Novo que o manteve no poder até 1945. Em 1937, ele dissolveu todos os partidos políticos e criou o Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) e o Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP). Durante o Estado Novo, foram fundadas a Usina Siderúrgica Nacional, a Companhia Vale do Rio Doce e o Conselho Nacional de Petróleo.
Com volta da democracia em 1945, Getúlio atuou em dois partidos: o PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) e o PSD (Partido Social Democrata), sendo eleito Senador na Assembléia Nacional Constituinte de 1946 na legenda do PSD (RS). Em 1950, foi eleito novamente Presidente da República (PTB), desta vez pela via democrática. Contudo, seu governo enfrentou forte oposição. Esta endureceu em 1954, apoiada em uma série de denúncias de corrupção. A situação piorou com a tentativa de assassinato do político e jornalista Carlos Lacerda – forte opositor de Vargas –, na qual veio a falecer o Major Rubens Vaz, que o acompanhava. O crime teria sido encomendado por Gregório Fortunato, chefe da guarda pessoal do presidente. Pressionado entre a renúncia ou a deposição, Getúlio Vargas acabou se suicidando, em seu quarto, no Palácio do Catete, no Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1954.
Casou-se com Darcy Lima Sarmanho em 1911, e desse casamento nasceram os filhos Lutero, Jandira, Alzira, Manuel Antônio e Getúlio.

História arquivística

Coleção formada artificialmente pelos funcionários do Museu da República, a partir da reunião de transferências de documentos do Museu Histórico Nacional e de doações avulsas diversas. Não foi identificada a data de criação da coleção. Há relatos de que, entre os documentos vindos do MHN, estariam itens doados diretamente por Vargas àquela instituição, enquanto exercia a presidência da República.

Procedência

Transferência - Museu Histórico Nacional, 1960 a 1983

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

A Coleção Getúlio Vargas reúne textos, discursos, declarações, destacando-se: avaliações sobre o governo Vargas; correspondência sobre assuntos pessoais e políticos; documentos referentes à nomeações, promoções e concessões de títulos; e diplomas a terceiros. Há também documentos pessoais pertencentes a Getúlio Vargas e sua família, tais como diplomas, títulos, homenagens, estampas, discos, recortes de jornais, cartões de visita e blocos de anotações; documentos produzidos após o falecimento de Getúlio Vargas, relativos às investigações sobre sua morte, seu aniversário e questões políticas. Há ainda fotografias e cartões postais com registros de Vargas, seus familiares, personalidades e manifestações políticas. Constam, também, álbuns fotográficos de diversas instituições, cidades e países, oferecidos a Getúlio Vargas.

Avaliação, seleção e temporalidade

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Organizado totalmente

Organização:
O acervo foi organizado em 9 séries e 3 subséries.Correspondência, Departamento de Imprensa e Propaganda, Diversos, Documentos Complementares, Documentos Pessoais, Documentos Visuais, Sonoros e Audiovisuais - Disco, Documentos Visuais, Sonoros e Audiovisuais - Estampa, Documentos Visuais, Sonoros e Audiovisuais - Fotografia, Homenagens, Impressos, Produção Intelectual.

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Com restrição - Estado de conservação

Outras condições
A maioria dos documentos desta coleção são de consulta livre. Alguns, no entanto, podem ter acesso restrito, visando a preservação de sua integridade física.

Condiçoes de reprodução

Outras condições:
A reprodução dos itens da coleção e sua utilização em publicações, estudos, etc. não será permitida sem autorização por escrito da Direção do Museu da República, de acordo com as normas de acervo implementadas pela Divisão de Pesquisa e Arquivo Histórico.

Idioma do material

  • francês
  • espanhol
  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de pesquisa

Museu da República. Banco de Dados da República (BDR). Rio de Janeiro. Não impressos
Museu da República. Inventário da coleção Getúlio Vargas. Rio de Janeiro. Não impressos

Área de fontes relacionadas

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Na instituição :
Coleção Celina Vargas -BR RJMRAHI CV
Coleção Geraldo Calmon - BR RJMRAHI GC

Descrições relacionadas

Área de notas

Nota

Data:
Parte do acervo constitui-se de documentos sobre o titular incorporados após a sua morte.

Nota

Dimensões:
2.650 fotografias divididas em 16 álbuns.

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso

Pontos de acesso - local

Ponto de acesso nome

Pontos de acesso - gênero

Área de controle da descrição

Identificador da descrição

Identificador da entidade custodiadora

BR RJMRAHI

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Completo

Datas de criação, revisão, eliminação

Idioma(s)

  • português do Brasil

Sistema(s) de escrita(s)

Bibliografia e outras fontes utilizadas

Objeto digital (Mestre) área de direitos

Objeto digital (Referência) área de direitos

Objeto digital (Miniatura) área de direitos

Zona da incorporação

Pessoas e organizações relacionadas

Gêneros relacionados

Lugares relacionados