Fundo/Coleção OL - Divisão de Polícia Marítima, Aérea e de Fronteiras

Área de identificação

Código de referência

OL

Título

Divisão de Polícia Marítima, Aérea e de Fronteiras

Data(s)

  • 1875 - 1974 (Produção)

Nível de descrição

Fundo/Coleção

Dimensão e suporte

Textual(is) -sem especificação - 451,52 m

Área de contextualização

Nome do produtor

(1944 - 1967)

História administrativa

A Divisão de Polícia Marítima, Aérea e de Fronteiras foi criada pelo decreto n. 6378, de 28/03/1944, que transformou a Polícia Civil do Distrito Federal em Departamento Federal de Segurança Pública e criou a divisão. Sua finalidade, segundo o decreto n. 8805, de 24/01/1946, era executar, fiscalizar e orientar os serviços de polícia marítima, aérea, fluvial e portuária, migratória e de fronteiras. Em 08/03/1955, o decreto nº 37608, aprovou um novo regulamento para o Departamento Federal de Segurança Pública, transformando as competências da divisão, que passou a exercer o policiamento relacionado com os transportes marítimo e aéreo no Distrito Federal, bem como superintender em todo o território federal, os serviços de polícia marítima, aérea e de fronteiras, orientando os órgãos próprios das polícias estaduais e dos territórios. Em 25/05/1955, a lei n. 2492 confirmou suas incumbências. Em 24/02/1964, o decreto n. 53590 mudou competência da divisão, que passou a ser: superintender, em todo o território nacional os serviços de polícia marítima, aérea e de fronteiras. Em 10 de janeiro de 1973, a portaria n. 04-b deu nova competência a divisão: planejar, orientar, coordenar e controlar as atividades relacionadas com a entrada, estada, permanência, saída de nacionais e estrangeiros e concessão de passaportes e vistos. A instrução n. 1/85/DG, de 25/01/1985, a subordinou à Coordenação Central Policial do Departamento de Polícia Federal e lhe deu como atribuição planejar, coordenar, orientar, controlar e avaliar, em nível central e regional, a execução das atividades de polícia marítima, aérea e de fronteiras.

História arquivística

Consta no Mensário do Arquivo Nacional de março de 1970, p. 25, a seguinte observação: "Documentação relativa à entrada de estrangeiros no Brasil, de 1876 a 1964, num total de 121 volumes, foi entregue ao Arquivo Nacional pelo Departamento de Polícia Federal após tê-la microfilmado em seus laboratórios em Brasília. // O trabalho foi executado por uma equipe constituída dos funcionários Hélio Gonçalves Corrêa, Dacio Moreira Filho e Lourival Rufino de Lima, que tb se encarregaram de trazer a valiosa carga ao Rio. A direção do Arquivo, agradecendo a entrega, solicitou cópias negativas para a sua Seção de Microfilmes."

Procedência

Departamento Federal de Segurança Pública (Brasil). Divisão de Polícia Marítima, Aérea e de Fronteiras - 1988 - recolhimento - 6

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Relações de passageiros de embarcações que chegaram aos portos brasileiros:
Aquidauana; Belém; Corumbá; Florianópolis; Guajará-Mirim; Iguaçu; Manaus; Paranaguá; Porto Esperança; Porto Murtinho; Quaraí; Recife; Rio de Janeiro; Salvador; São Francisco do Sul; Uruguaiana.
Relações de aviões que aterrisaram em aeroportos de vários estados brasileiros.
Fichas consulares de qualificação, com nome, local e data de nascimento, filiação, profissão, número do passaporte, data do embarque e do desembarque, visto do cônsul e foto do imigrante.

Avaliação, seleção e temporalidade

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Em fase de organização
Identificado

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Com restrição - Em tratamento técnico

Observações
As fichas consulares de qualificação estão fechadas à consulta até dezembro de 2013, por estarem em processo de microfilmagem, através do convênio firmado entre o Arquivo Nacional e a Sociedade Genealógica de Utah. Em tempo (out. 2016): Há informações disponíveis no site Family Search (cf. Brasil, Cartões de imigração).

Condiçoes de reprodução

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de pesquisa

ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Coordenação-Geral de Processamento e Preservação do Acervo. Coordenação de Documentos Escritos. Entrada de estrangeiros no Brasil: porto do Rio de Janeiro (base de dados). Rio de Janeiro, 2010. - Não impressos
ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Inventário das relações de vapores que entraram no porto do Rio de Janeiro e portos diversos. Rio de Janeiro, 1990. 46 p. (SDA 046) - Não impressos
ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Inventário dos livros de registro da Divisão de Polícia Marítima, Aérea e de Fronteiras (DPMAF). Rio de Janeiro, 1992. (AN/SCO ....) - Não impressos
ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Relação de transferência das relações de vapores que entraram no porto do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 1985. - Não impressos
FAMILY SEARCH INTERNATIONAL. Family search (site/banco de dados). Salt Lake City, Utah, [2---?]. Disponível em: https://www.familysearch.org/search/. Acesso em: jun. 2019 - Não impressos

Área de fontes relacionadas

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Área de notas

Nota

Outras
Sobre relações de passageiros em vapores entrados pelo porto do Rio de Janeiro: Onde constar a expressão “documento não localizado” na descrição, combinado com a anotação “comissão de inquérito” no arquivo digital, entenda-se documento não recolhido (30 abr. 2019)

Nota

Responsável da descrição
Carlos Alfredo Linhares Fábio

Nota

Unidade Custodiadora
Coordenação de Documentos Escritos - CODES

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso

Ponto de acesso - assunto

Pontos de acesso - local

Pontos de acesso - gênero

Área de controle da descrição

Identificador da descrição

Identificador da entidade custodiadora

BR RJANRIO

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Completo

Datas de criação, revisão, eliminação

Idioma(s)

  • português do Brasil

Sistema(s) de escrita(s)

Bibliografia e outras fontes utilizadas

Zona da incorporação